03/10/2018

Outubro Rosa: PopCorn Gourmet se une ao movimento

Campanha prevê conscientizar pacientes com a doença, e familiares e amigos sobre a importância de se informar e participar ativamente das decisões no enfrentamento


Mundialmente, a ação Outubro Rosa vem ganhando cada vez mais valor por traduzir não apenas um período de alerta e conscientização sobre o câncer de mama, mas por ser também um símbolo da força e superação feminina. Dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca) reforçam a importância de ações preventivas como essa. Isso porque o câncer de mama é o segundo tipo mais comum entre as mulheres no Brasil e no mundo, respondendo por cerca de 25% dos casos novos a cada ano. 


A campanha Outubro Rosa prevê conscientizar pacientes com a doença, e familiares e amigos sobre a importância de se informar e participar ativamente das decisões no enfrentamento. Quanto mais cedo o câncer de mama é descoberto, mais altas são as taxas de cura. Para promover a conscientização da importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama, a PopCorn Gourmet - marca que faz a diferença – se uniu ao movimento Outubro Rosa.


Sintomas


O câncer de mama é definido como o crescimento de células malignas a partir do tecido mamário. Um sintoma é o surgimento do nódulo no seio, que pode ou não ser palpável. Por isso, é importante que a mulher fique atenta também a outros sinais como inchaço, alterações na coloração, tamanho, formato, textura da pele das mamas e secreções que saem dos mamilos. O câncer de mama é um tumor curável, em até 98% dos casos, se detectado na fase inicial, reduzindo significativamente a necessidade da mastectomia (retirada dos seios), tão temida pelas mulheres.


Diagnóstico 


Uma das barreiras para a detecção precoce do câncer de mama é o medo. Por isso, as campanhas de conscientização são importantíssimas para que as mulheres não demorem a procurar orientação médica para a realização do exame clínico e a mamografia. O exame clínico, geralmente, é capaz de detectar lesões superficiais com tamanhos a partir de um centímetro e deve ser realizado em todas as consultas ginecológicas de rotina. Já a mamografia pode detectar lesões pequenas, que ainda não se transformaram em câncer, mas poderiam ter grande potencial para tal. Mulheres a partir dos 40 anos devem fazer mamografia uma vez ao ano. Caso tenham algum parente próximo com câncer de mama, o início da investigação é antecipado.


Mulheres jovens 


A incidência de câncer de mama em mulheres antes dos 35 anos é rara, mas hábitos preventivos que auxiliam no diagnóstico precoce não devem ser esquecidos. Diferentemente das mulheres com mais de 50 anos, quando já há o aumento do risco de desenvolver a doença, a ocorrência em jovens está, na maioria dos casos, relacionada a fatores genéticos e hereditários. Por conta dessa prevalência, é importante enfatizar a importância dos cuidados, principalmente em mulheres que têm um histórico familiar. Como os registros indicam que há poucos casos nessa faixa etária, a consequência é que, na maioria das vezes, a doença acaba sendo descoberta em fase avançada. Por esse motivo, são importantes a observação e o conhecimento das mamas. É indicado que a mulher, sempre que confortável, apalpe as mamas com o objetivo de conhecê-las. Assim é possível identificar se algo foge do normal e, com isso identificado, busque um especialista.


Prevenção 


O autoexame, apesar de não substituir os exames regulares, ajuda a mulher na detecção de alterações nas mamas. O autoexame deve ser realizado uma vez ao mês, na semana seguinte ao término da menstruação. A mulher deve se posicionar em frente ao espelho, com uma mão atrás da nuca, usando a outra para palpar a mama suavemente com os dedos. Enquanto isso, ela deve observar se há alguma alteração visível, como, por exemplo, alteração na pele ou no formato da mama. Para as pacientes que não menstruam, recomenda-se o autoexame sempre no mesmo dia de cada mês.


Veja o passo a passo: 


- Deitada, coloque um travesseiro sob seu ombro direito e o braço direito atrás da cabeça.

- Use a ponta dos dedos indicador, médio e anular de sua mão esquerda para sentir nódulos ou endurecimentos na sua mama direita. 

- Pressione os dedos sobre a mama, observando a forma, densidade e possíveis curvaturas num movimento de mesmo sentido que vai e vem em torno de toda a mama e do mamilo até as axilas. Certifique-se de que examinou toda a mama. 

- Da mesma forma, repita o autoexame com a mama esquerda, usando a ponta dos dedos médios da mão direita. 

- À menor suspeita, procure orientação médica imediatamente. 

- O autoexame das mamas deve ser feito todos os meses, após o fim da menstruação.

Voltar ao blog